Gratidão Estendida

Texto: Fabiano Krehnke



Há muito tempo, a minha mãe me ensinou o poder de um “por favor”, “com licença” e “muito obrigado”. Você também deve ter crescido ouvindo sobre essas “palavrinhas mágicas”. Realmente são frases que podem mudar ambientes e abrir portas, sejam elas usadas somente devido ao seu “poder mágico” ou de forma corriqueira.


Minha intenção hoje é analisar essas expressões de gratidão de forma mais profunda e fazer-nos olhar para dentro de nós, verificando o estado do nosso coração.


No meio de uma cultura de consumo, parece que nunca temos o suficiente. Aqueles que encontram um lugar de contentamento não são bem vistos pelos que sempre querem mais.

Você é grato? Quais são as razões da sua gratidão?

Nos Estados Unidos e no Canadá comemora-se anualmente o Thanksgiving — Dia de Ação de Graças. Aqui no Brasi, a última quinta-feira de novembro também foi instituída como dia de celebração desde o dia 17 de agosto de 1949, porém, aqui esse dia não ficou estabelecido como feriado.


O Dia de Ação de Graças tem sua origem na comemoração pela colheita feita no ano que se passou. Hoje, a tradição permite que juntemos todos aqueles que amamos e nos lembremos do alvo e da razão da nossa gratidão.

Ainda que tenhamos passado por dificuldades, privações ou por um inverno rigoroso, apagar os meses anteriores, ou todo um ano que passou, não seria possível; e mesmo que fosse, também não melhoraria a situação atual.


Um olhar de gratidão nos fará enxergar os frutos que a tribulação pôde produzir, sejam eles visíveis ou não — sempre haverá frutos.

O Thanksgiving abre uma temporada de festividades de fim de ano: Natal e Ano Novo. Estas podem ser datas que refletem em um mero consumismo, ou então, que propiciam bons momentos para calibrarmos o nosso coração com nossos amigos e nossa família.


Uma forma especial de preparação para esta época é com a celebração do Advento, que é marcado por ser um tempo de esperança e expectativa para a vinda de Cristo. Os quatro domingos que antecedem o Natal aquecem o nosso coração com imensa gratidão pela vinda do Messias.


A gratidão tem esse poder, de inaugurar novas fases e ciclos em nossa vida.


Encontrar um estado real de gratidão é o que nos fará celebrar e olhar mais para fora do que para aquilo que ainda nos falta.

Cultivar um coração grato nos livra da comparação. Ciúmes, competição e inveja nos transportarão para ilhas sem jamais celebrarmos quem podemos ser ao vivermos em unidade.


Uma publicação médica da Universidade de Harvard (Harvard Mental Health Letter) afirma que existe uma forte relação entre gratidão e felicidade. A gratidão ajuda as pessoas a serem mais positivas, a aproveitar os bons momentos da vida e a lidar melhor com os problemas. Também melhora a saúde e ajuda a construir relacionamentos mais fortes.


Com base em tantos benefícios, podemos ter a honra de, assim como o salmista, fundamentar a nossa vida nessa prática.


“Ofereçam sacrifícios de ações de graças e proclamem-se com júbilo as suas obras”. (Salmos 107.22)


Chame a sua família ou amigos próximos para comemorar. Prepare uma bela refeição caseira, decore a sua mesa de forma especial e use essa oportunidade para expressar ao redor da mesa a sua gratidão pelo tempo que você passou com essas pessoas queridas, e por tudo o que Deus tem sido e feito em nossas vidas.


Aproveite esse momento também e abençoe pessoas menos favorecidas. Sempre há alguém que precisa do pouco que você dar.


Olhe para o lado, sirva o seu próximo, encha o copo dele e mantenha-o transbordando enquanto você puder. Sua gratidão agora não pertence mais a você somente, alguém mais pode ser grato. A graça se tornou recebida e manifesta; estamos livres de viver para nós mesmos.


Por: Fabiano Krehnke



Fabiano Krehnke é fundador e editor-chefe da Revista CULTIVAR & GUARDAR, juntamente com sua esposa Jaqueline. É bacharel em Teologia, fotógrafo, músico e pastor na Família dos que Creem, em Curitiba - PR.

  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube
  • Facebook
  • Pinterest

© 2020 CULTIVAR & GUARDAR