Que Tipo de Romance Você tem Idealizado?


Texto por: Luzia Gavina | Fotografia: Blake Carpenter


Um encontro inusitado, um tombo ou talvez livros caindo ao chão. Então, de repente, os olhares se cruzam e o amor à primeira vista acontece! Depois sempre tem uma situação problema para afastar o casal que no final passa por cima dela e vive feliz com a eterna sensação de borboletas na barriga.

Quem nunca viu um filme ou série “água com açúcar” que atire a primeira pedra!


Você já parou pra pensar como a ficção molda a nossa mente sobre relacionamentos amorosos?

Muitas pessoas entram em um namoro e até no casamento com um modelo de relacionamento baseado em personagens fictícios e situações imaginárias. Então a vida chega com toda a sua realidade e se apresenta de segunda a segunda sem dó nem piedade.


A frustração de não viver uma vida idealizada ou te acorda pra realidade ou te faz entrar num ciclo sem fim de desgosto e ilusão.


Não é pecado em si assistir comédias românticas, séries melodramáticas ou coisas do tipo. Mas se elas estão alimentando os ídolos que você construiu em sua mente, é hora de se afastar...


No lugar dessas produções priorize tempo de qualidade com famílias inspiradoras, homens e mulheres reais, com defeitos e desafios, mas que têm sua jornada firmada em Cristo; que sabem quem são Nele e fundamentam sua família na Rocha. Então vejam a ventania e as chuvas chegarem, e eles permanecendo inabaláveis.

É nesse tipo de gente imperfeita, mas fiel, que você deve olhar atento e sonhar construir a sua família.

Não se engane! A pessoa com quem você está casando é a pessoa com quem você passará as maiores alegrias da vida, mas também as maiores lutas. E isso não é algo triste, pelo contrário! Isso é uma das coisas mais lindas que podemos ver em dias de esfriamento do amor.



Você pode gostar de filmes e séries românticas, mas tome cuidado para não basear seu relacionamento em algo tão superficial.


Cave mais fundo!

Escolha a pessoa com quem vai casar, depois disso sonhe com tudo o que viverão, do melhor ao pior, mas sempre juntos.


Não há produção cinematográfica alguma que supere a verdade e a beleza de um casamento fundamentado em Cristo.


 

Luzia Gavina é professora e pedagoga. Casada com Bruno, é mãe do Calebe e do Estevão. Luzia serve na Comunidade do Rei em São Gonçalo, Rio de Janeiro.